Entendendo algumas diferenças entre o trabalho do Psiquiatra e do Psicólogo!

Resultado de imagem para psicologi e psiquiatriaExiste uma dúvida, muito comum, quando o assunto é a atuação dos Psicólogos e Psiquiatras.
Ambos se ocupam da recuperação e/ou da manutenção da “saúde mental” das pessoas que os procuram. No entanto, são notáveis as diferenças entre suas intervenções profissionais.

A primeira diferença é que a formação do Psiquiatra é em Medicina. Então, todo Psiquiatra é médico, especializado na identificação, diagnóstico e tratamento medicamentoso de desordens psíquicas. Este profissional tem seu foco de atuação na compreensão da desordem psíquica que a pessoa tem apresentado em sua vida. A partir daí, se considerar necessário, prescreve adequadamente algum medicamento com o objetivo de equilibrar processos fisiológicos (físicos, no sistema nervoso) para a recuperação das “funções cerebrais” que se encontram prejudicadas. As sessões com Psiquiatras geralmente são mensais – para ajuste da medicação prescrita e acompanhamento do quadro. Os tratamentos são mais voltados para a redução e estabilização dos sintomas em curto prazo. Quando há a estabilização dos sintomas, os encontros com o médico se tornam menos frequentes.
O Psicólogo não tem sua atuação pautada nos diagnósticos médicos, interessando-se conhecer e intervir nas possíveis origens dos sintomas que a pessoa apresenta e que influenciam negativamente em sua vida social, profissional e prática na maioria dos casos. Este profissional tem sua formação acadêmica no curso de Psicologia e possíveis especializações ou aprimoramentos (pós-graduações) em áreas específicas da Psicologia. O Psicólogo está habilitado a intervir positivamente e eficientemente em qualquer queixa que traz sofrimento à vida da pessoa que o procura.

Para isso, utiliza-se de diversas técnicas profissionais, como: observação, entrevistas verbais, análises de informações obtidas em processo de avaliação, ludoterapia (utilizando-se de brinquedos e brincadeiras com o público infantil), intervenções em psicoterapia, técnicas corporais e de respiração, entre outras. As sessões psicológicas são mais frequentes do que as psiquiátricas, sendo semanais; podendo muitas vezes existir a necessidade de mais de uma sessão por semana, a depender da gravidade do caso. Também existe o objetivo da redução dos sintomas. Entretanto, há objetivo da melhora global da qualidade de vida da pessoa, autoconhecimento, maior satisfação social, no trabalho, nas relações amorosas e atividades cotidianas.

Embora existam todas estas diferenças, em muitos casos, é necessário que o trabalho do Psiquiatra e do Psicólogo seja complementar. Ou seja, é necessário que trabalhem em conjunto para a melhoria da qualidade de vida e bem-estar da pessoa que necessita de atenção e acompanhamento psíquico. Não há dúvida que este trabalho em conjunto seja recomendável em casos mais graves, ou de pessoas que inspiram maiores cuidados em relação à sua saúde.

 

Texto escrito pelo Psicólogo Rodrigo Gusmão

Gostou do texto?

Curta nossa pagina no Facebook para não perder nenhuma de nossas postagens: PsicoLanda

1 thought on “Entendendo algumas diferenças entre o trabalho do Psiquiatra e do Psicólogo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *